Prefeitura Municipal de

Palmelo

(64) 3694-1307

  • Início
  • Acesso à Informação
  • Transparência
  • Notícias
  • Contato
  • A Cidade

         Palmelo fica localizado no sudeste de Goiás e teve sua origem no povoado formado em torno do “Centro Espírita Luz da Verdade”, fundado em 02/02/1929, pelos senhores João Borges de Menezes, Filemon Nunes da Silva, Francisco de Paula e Joaquim Gomes Menezes. Esta área pertenceu à fazenda do Barão de Palmelo (guarda-mor do Imperador D. Pedro II).

        Os irmãos Gervásio, Jonas, Josino Cândido Branquinho e Gervásio Branquinho Primo, foram os fundadores do povoado. No final de 1935, aqui chegou Jerônimo Cândido Gomide com sua esposa Francisca Borges Gomide e seus filhos, trazendo uma contribuição marcante para que em 13/11/1953, através da Lei Estadual nº. 908, Palmelo se emancipasse como cidade, desmembrando-se do Município de Pires do Rio. Não passou pela categoria de Distrito. Atualmente pertence ao Distrito Judiciário de Santa Cruz de Goiás. É uma cidade de formação religiosa espírita, hoje considerada Cidade de Estância e Reequilíbrio Físico, Mental e Espiritual, muito procurada por criaturas de toda parte, em busca da cura. A Área do município é de 59, km. Limita-se com os Municípios de Pires do Rio e Santa Cruz de Goiás.

        Ficam 246 km distante de Brasília, cujo acesso é através da GO-040 e 125 km de Goiânia pela GO-020. O Município está inserido no maciço Goiano e caracteriza-se pela presença de chapadas. A topografia varia de 765 a 950 metros. O clima é tropical-úmido, onde a temperatura média oscila entre a máxima de 30ºC e a mínima de 15ºC. As precipitações médias anual entre 1.000 mm, e as chuvas ocorrem de outubro a março.

        A rede de drenagem é pouco expressiva, sendo constituída de Cursos d’água perenes e intermitentes, formando a Bacia do Ribeirão Caiapó, que por sua vez integrar a Bacia do Rio  Corumbá. No Município ocorrem duas classes de solos: Solos com Horizonte B. Latossólico. Solos pouco desenvolvidos. Dentre dois apenas o primeiro Latossolo Vermelho – Amarelo se presta à atividade agropecuária.

        Na vegetação predomina o cerradão (floresta xeromorfa) e o cerrado, vegetação típica do Brasil Central, compreendendo dois extratos: o superior formado pelas árvores e arbustos, e o estrato inferior composto por um tapete de gramíneas. Na geologia o Município apresenta apenas uma unidade que é o Pré-Cambriano. A cidade de Palmelo situa-se num vale, drenado pelo ribeirão caiapó, ao longo da Rodovia GO-020. Dado à diminuta parte da área urbana que conta atualmente com aproximadamente 3.000 habitantes, não se observa áreas residenciais, especialmente definidas.

        O espaço urbano é pequeno, contínuo e caracteriza-se por um padrão homogêneo das edificações predominando construção de alvenaria. A população urbana apresenta índices de crescimento progressivo, enquanto a população rural se mantém estável. Os órgãos administrativos e de prestação de serviços, os equipamentos de lazer, cultura, saúde, como as escolas e templos, em sua maioria, encontram-se na parte central da cidade.

        Envolvendo a Educação, apresentam-se 03 escolas, sendo; Colégio Estadual Eurípedes Barsanulfo, Escola Municipal Joaninha Darque e Escola Particular Jerônimo Candinho, Na área de saúde, há o Centro de Saúde, com a assistência de um médico e um dentista e o Hospital Municipal Saulo Gomes, e CAPS – Centro de Apoio Psicossocial Eurípedes Barsanulfo. Na Assistência Social há: a Casa dos Idosos, Dispensário São Vicente de Paulo, Creche Hilda Vilela, Grupo de Paz Jerônimo Cândido Gomide. A fonte de renda da cidade está ligada ao comércio, ao turismo religioso (a busca da cura do corpo e do espírito), á agropecuária, aos impostos, uma indústria de Laticínios, Indústria. Na área de lazer há o Estádio Lico Antônio da Silva. Ginásio de Esporte Elcy Damásio da Silva, Clube Municipal Ivair Alves Teixeira, 04 praças-jardins e o Salão Nobre Jerônimo Cândido Gomide. Na cultura, a cidade conta com uma Biblioteca Pública Municipal, o Museu de Artes Yashira. Na agricultura, planta-se arroz, milho, café e feijão. As Festas Tradicionais são: Festas Juninas (São João) Festa do Manoel do Gato; Festas de Maria Madalena, protetora da cidade, (22/07) o Aniversário de Palmelo (13/11) e /nossa Senhora de Fátima (29 e 30/07).
    Dados extraídos do GDF-SEG-e IBGE.
    e Atualizados por Edison Alves Carvalho